0

Azure Blockchain Workbench – Blockchain as a Service

Recentemente em seu grande evento, o Microsoft Build 2018 conference , no mes de Maio de 2018, a Microsoft anunciou em sua versão de Preview Público o Azure Blockchain Workbench .
No Post anterior a esse, tenho alguns Slides da minha palestra do Visual Studio Summit 2018 que aconteceu agora dias 01 e 02 de junho, onde falei e demonstrei o uso do Workbench com LogicApps, iOT Hub , Twillio e Integração com Excel para visualizar os Logs do que acontecia na rede.
Mais uma grande iniciativa da Microsoft no assunto BaaS – Blockchain As A Service, entrando assim com mais um excelente recurso no Azure para o mundo Blockchain.
Desde de 2015 a Microsoft vem trazendo essa abordagem de Blockchain com algumas topologias de redes pré configuradas em seu stack do Azure, como : Ethereum, HyperLedger e Corda por exemplo.

 

Mas, o que é o Workbench?

A Microsoft trouxe a maneira mais rápida de iniciar a adoção de estratégias com blockchain no Azure ao mesmo tempo conectando com stack serviços que já conhecemos Azure Active Directory, Azure Key Vault, Bases de dados Off-Chain como Azure SQLDB, CosmosDB, IoT hub , o Application Insights, o Azure Functions, App Logics, Service Bus e entre outros serviços no markteplace do azure como Twilio e SendGrid em torno de uma topologia de rede blockchain pré-configurada construido em cima uma arquitetura provisionada automaticamente onde será usado para construir um aplicativo baseado em blockchain ou as conhecidas aplicações Descentralizadas ou DAPPs.

Fonte Microsoft

Fonte: Microsoft

O Workbench tem interface administrativa simplificada que permite aos usuários criar e realizar o deploy aplicativos blockchain com uma imensa facilidade de ponta a ponta aproveitando o melhor do Azure.
Ele suporta por exemplo WorkFlows envolvendos diversas partes dentro e fora da sua árvore do Azure AD e o mais interessante , o suporte nativo aos contratos inteligentes ou SmartContracts , esses desenvolvidos na linguagem Solidity neste momento.
Com isso os desenvolvedores e parceiros de negócios podem usar o Workbench para reduzir drasticamente os custos e tempo de desenvolvimento utilizando a tecnologia blockchain, se preocupando apenas com as suas regras de negócios.

 

 

Eu tenho alguma vantagem com isso para o meu projeto ?

O Azure Blockchain Workbench fornece os seguintes recursos se tornando um diferencial no que diz respeito a Blockchain As A Service:

– Deploy fácil e automatizado que ajudam a reduzir o tempo de desenvolvimento de aplicações blockchain, que por muitas vezes demoram meses somente para criar e validar a infraestrutura.

– Abstração dos recursos blockchain para que os usuários possam configurar e implantar uma uma determinada topologia com poucos cliques, praticamente um “Next , Next , Finish”, o que se torna ideal para cenários de desenvolvimento , pois o Workbench já cria e configura de forma automatizada todos os recursos e infraestrutura para a sua rede blockchain.

– A incrível facilidade para integrar dispositivos IoT através do IoT Hub do Azure e tratar as suas ações integrado aos recursos do azure e disparando gatilhos para os SmartContracts executarem suas cláusulas ajudam você a construir projetos descentralizados complexos.

– Workbench é uma plataforma extensível para você escalar de acordo com a sua necessidade. Os seus clientes e parceiros podem integrar facilmente fluxos de trabalho dos seus sistemas e aplicativos existentes na sua topologia blockchain, aproveitando ate mesmo Microsoft Flow e Logic Apps ou mesmo utilizando os endpoints do serviço REST que o wizard de criação do seu Workbench já cria, tendo apenas a necessidade de consumir, o que torna fácil a integração com qualquer projeto que possua suporte consumir serviços REST.

 

Fonte: Microsoft

E como o WorkBench ajuda o Desenvolvedor nessa história?

– Reduzir em muito o tempo e o custo de desenvolvimento com integrações para os serviços no azure ou qualquer outro provedor de Cloud necessários para o desenvolvimento de aplicações conectadas.

– Associar partes ou participantes de uma aplicação blockchain ao Azure Active Directory (AD) para facilitar o login e acesso ao mesmo para executar o que foi programado.

– Permite tambem que armazene com segurança chaves públicas e privadas com Azure Key Vault.

– Vai permitir também tratar e utilizar as mensagens e eventos do Azure Service Bus e Event Grid necessários para acionar os gatilhos para executar os Smart Contratcs.

– Não precisam se preocupar com o roteamento e hash das mensagens pois a estrutura do Workbench já transforma as mensagens no formato totalmente compatível com o padrão API nativa do blockchain, logo você consegue sim no futuro uma integração com uma rede blockchain privada já existente.

– Além disso permite que armazenar todos esses dados e eventos que acontecem dentro da sua blockchain privada em bases de dados Off Chain como SQL Server garantindo assim um log rico, ideal para construir dashboards com a ajuda do Power BI.

 

Fonte: Microsoft

O que mais eu tenho com o WorkBench?

Nessa primeira versão do Azure Blockchain Workbench, ainda em preview, notamos uma interface simples e uma API exposta para integrações com outras aplicações que possuem suporte a REST.
Além disso alguns recursos interessantes como:

– Configuração e Verificação : Em vez de ter que criar dois arquivos de configuração para o seu aplicativo blockchain, você só precisa criar um ( Veremos sobre esse arquivo nos próximos posts ! Ele é importante). Ao construir o código de contrato inteligente e o arquivo configurações, o workbench faz a validação deles no momento do Upload. Caso existam erros em algum dos arquivos , do contrato ou de configuração, você receberá mensagens alertando para erros e com isso vai ajudar na depuração do workflow da aplicação blockchain.

– Integração nativa ao Service Bus : O Workbench usa como central de mensageria o Service Bus do Azure, com isso você pode capturar eventos e utiliza-los como gatilhos para os contratos, telemetria e entre outras finalidades.

– Ethereum PoA e OMS Dashboard: O Workbench nesse momento só trabalha com a topologia Ethereum e implementa uma rede blockchain privada , Ethereum Proof of Authority , integrado a um dashboard painel Operations Management Suite (OMS) para exibir em tempo real o que está acontecendo na sua rede blockchain.

 

 

 

Por hora é isso. No próximo post vou mostrar como realizar o deploy da sua rede Blockchain no Azure utilizando o WorkBench e iremos executar o nosso primeiro SmartContract com o painel Admin do Azure Blockchain Workbench.

Abraços e Até ao próximo post,

Rogério Rodrigues

Rogério Rodrigues

Desenvolvedor .net , MSP - Microsoft Student Partner , Xamarin Student Ambassador.